Excelente matéria sobre como parar a 300km/h

PRONTO PARA 300KM/H?

Lembro de ter escrito um artigo sobre o que representava pilotar a 200km/h. Desde a força do vento até o nível de responsabilidade que tal velocidade exigia. Isso foi nos anos 80. Agora volto à carga, mas para comentar o que significa atingir 300km/h em uma moto. Graças a um pacto entre os fabricantes, atualmente os velocímetros digitais param de incrementar quando chegam a 299km/h.

É uma forma de evitar aquela ânsia por ver o número 300 no painel.

Mas quem já chegou nestes 299km/h sabe que ainda tem uns 500 RPM sobrando no motor, o que projeta uma velocidade efetiva um pouco acima deste limite.

Rodar a 300km/h significa que a moto percorre 83 metros por segundo. É um quarteirão por segundo. O mundo passa muito rápido a esta velocidade. O que pouca gente lembra é que parar a 300 é um exercício de concentração zen.

Para começar, uma pessoa normal demora cerca de 1 segundo para reagir antes de começar a frenagem. É o que se chama tecnicamente de tempo de reação. Isso significa que vão se passar 83 metros antes de o motociclista encostar no freio.

Outro dado que fica esquecido é que a frenagem não passa de aceleração é m/s2. Tudo que é ao quadrado significa que é um dado exponencial e não absoluto. Se a 100km/h a moto freia em 35 metros, não significa que a 200 km/h irá parar em 70 metros, mas passa de 150 metros. Imagine a 300! Eu mesmo nunca fiz esse teste - e nem pretendo, mas imobilizar uma moto a 300 km/h vai exigir mais de 250 metros!

Uma perua kombi1968 vista a 250 metros vai parecer um pontinho no horizonte. Não é de hoje que as motos chegaram a 300 km/h. Essa barreira foi rompida 10 anos atrás. O que traz uma realidade preocupante. Se alguém quiser saber como é pilotar a 300 km/h tem a opção de comprar um carro de R$500 mil, uma moto nova de R$60 mil ou uma esportiva usada por R$30 mil,.

A facilidade em atingir patamar 300 trouxe na garupa um acesso proporcional aos hospitais! Para chegar a 300 não basta a grana. É preciso muito preparo psicológico, ou como dizem nossas mães: juízo!

Por: Geraldo Simões - jornalista e piloto de testes.
Fonte: Revista Riders




Um exemplo de moto que chega, e passa, dos 300 km/h, é a Suzuki GSX-R 1300 Hayabusa

A Suzuki GSX-R 1300 tem o nome de batismo inspirado numa ave de rapina: o falcão hayabusa. Segundo os ornitólogos, esta é a ave mais veloz do mundo e sua refeição predileta são outras aves. A Suzuki produziu um motor de quatro cilindros em linha, refrigerado a líquido, com 1.298 cm3, que desenvolve potência de 172,6 cavalos a 9.800 rpm. Sua principal característica é a fluidez, também conhecida como distribuição de potência, capaz de levar o motor, em sexta marcha, dos 2.000 até 11.500 rpm. É um motor agradável, que dá muito prazer de pilotar, tanto numa pista como nas ruas. foi inteiramente desenvolvida em túnel de vento, recebendo um estudo aerodinâmico voltado para altas velocidades.

Pode-se acelerar ao máximo que a frente fica firme. Fazendo de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos! Mesmo com todo esse desempenho, a Hayabusa é econômica, chegando a fazer até 18 km/litro.

Na hora de frear, o que existe de mais potente em termos de freios está instalado na Hayabusa: são dois discos enormes de 320 mm na frente, "mordidos" por pinças de três pistões contrapostos. Na traseira, apenas um disco simples, pois o freio posterior é pouco usado nessas grandes e pesadas (215 kg) esportivas.

O preço? bem, você pode encontrar desde uma 1999 por R$26.000,00 a uma 2011 por R$48.000,00

Tá facim ultrapassar os limites dos 300km/h, a questão é rodovia que permite isso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FUNÇÕES DO SETOR PÚBLICO

CONCEITOS: CAPITALISMO, SOCIALISMO, COMUNISMO E ANARQUISMO

ALGUMAS QUESTÕES SOBRE SEGURANÇA PRIVADA