HONDA NC700X - Nova aposta da Honda

Honda NC700X possui base mecânica simples e eficiente

da Redação
com Automotor/Portugal
Fonte: Motor Dream

A Honda mostrou que sabe se adaptar às condições pelas quais o mercado passa e está preparada para a crise que o mercado atravessa. Um bom exemplo são as motos NC (New Concept). A base mecânica delas foi pensada para gerar economia no preço, no consumo e na manutenção, além de servir para três modelos diferentes: a Integra e a NC700S e a NC700X.

A apresentação internacional da NC700X aconteceu em Algarves, Portugal. O modelo é o resultado do cruzamento de duas linhagens da Honda: as NC e as Crossover. Ela oferece diversão e polivalência no uso urbano cotidiano. E mesmo quem tem pouca experiência ou quer usufruir de uma sem surpresas não terá problemas ao pilotar a NC700X porque ela conta com grande facilidade de utilização.

Para aumentar a segurança e o conforto, figuram na lista de opcionais o sistema combinado de freagem, o ABS e a caixa automática de embreagem dupla.

O motor da moto foi projetado especialmente para ela a partir de soluções de baixo consumo e emissões já utilizados em carros e motos modernos. É por isso que o dois cilindro de 669 cc faz 27 km/L. Esses índices são resultado de uma configuração pensada para ser a mais eficiente possível nas condições mais comuns de uso.

O que se tem é um motor que oferece elasticidade em baixas rotações em detrimento da potência as altas. O motor inspira confiança no condutor, sempre com uma resposta forte às solicitações de quem está guiando. A potência do motor é de 51 cv, o que pode parecer pouco, mas a forma como eles são entregues faz com que a moto seja eficiente nos trajetos na cidade ou na estrada.

A suspensão longa e o peso de quase 220 kg podem fazer crer que ela tem pouca maneabilidade e menor precisão de direção, mas a Honda NC700X surpreende com seu comportamento muito neutro. Com isso, ela é uma moto bastante rápida em mãos experientes e que intimida pouco os que fazem com ela seu ingresso no mundo de duas rodas.
Essas qualidades se devem, em grande parte, ao centro de gravidade baixo, obtido com um motor cujos cilindros estão em posição bem baixa no quadro. O quadro todo é muito baixo e é feito de tubos de aço. O peso está dividido igualmente entre os dois eixos, outro fator que colabora para o alto equilíbrio no comportamento da moto.

A suspensão cumpre sua função sem grande destaque. O bom controle na movimentação da NC700X e a precisão são "pagos" com um certo desconforto gerado pela forma seca da suspensão reagir às irregularidades mais pronunciadas da estrada.

Apesar de só usar um disco de freio na frente, a potência deste é mais do que suficiente para segurar a moto. O equilíbrio garantido pelo sistema combinado de freios faz com que se tenha uma elevada segurança mesmo nos momentos mais delicados.

As configurações de motor e quadro permitiram ainda que se criasse na NC700X uma espécie de bagageiro onde pode ser acomodado um capacete grande ou uma mochila média.

A posição de condução é a de uma moto trail. O tronco fica direito, os braços elevados e as pernas um pouco dobradas. O desenho do assento é ergonômico, a espuma é bastante firme, mas a cobertura deslizou mais do que o desejável na unidade testada. O assento fica a 83 cm do chão, o que não é muito baixo, mas como o corpo da NC700X é estreito na zona das pernas, os usuários mais baixos não terão muita dificuldade para pôr os pés no chão.

A mecânica simples, mas eficiente, a estética irreverente, um bom tato de direção e consumos muito baixos para uma moto de quase 700 cc e que custa 5.990 euros - aproximadamente 14.797 reais - fazem da NC700X uma boa solução para os tempos complicados nas vendas.

.......................

Ainda, segundo o site do jornal Paraná On-line, a NC700X será montada em Manaus.

Além da NC700X, a Honda também lançará no Brasil a CRF 250L. A confirmação veio durante o salão de Tóquio.

Segundo o engenheiro Masanori Aoki, a montagem em Manaus ajudará no preço. A NC700X é uma motocicleta de uso misto, podendo rodar em terra e asfalto. Possui câmbio automático opcional, Tanque de combustível de 14,1 litros (sob o banco), no lugar onde normalmente é o tanque de combustível foi montado uma espécie de bagageiro (com capacidade para guardar um capacete).

Serão montadas duas opções da NC700X

Uma com câmbio manual de seis marchas e outra com câmbio de dupla embreagem, proporcionando transmissão automática para a moto, com modos sport e drive. Também será possível escolher a semi-automática, com as trocas no punho esquerdo. O motor é um bicilíndrico de 670 cm3 , refrigeração liquida, 4 válvulas por cilindro rendendo 42 cv de potência e torque de 6,11 mkgf. e frenagem com sistema ABS.

Ainda, segundo a montadora, a moto faz 27,9 km/l. gerando autonomia de 400 km.

Agora é aguardarmos mais informações e testes de especialistas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FUNÇÕES DO SETOR PÚBLICO

CONCEITOS: CAPITALISMO, SOCIALISMO, COMUNISMO E ANARQUISMO

ALGUMAS QUESTÕES SOBRE SEGURANÇA PRIVADA