Viagem a Pedro Juan Caballero - PY

Saída de Uberlândia dia 12 de janeiro de 2017 as seis horas da manhã, em cinco motos, duas BMW 1200, uma V-Strom 1000, uma Transalp 750 e uma NC700. Seguimos direto, passando por Prata, Campina Verde, Iturama, Jales, Santa Fé do Sul, Três Lagoas, Bataguassu, Anaurilândia, Bataiporã, Ivinhema, Deodápolis, Dourados e chegada a Ponta Porã as dezenove horas, ainda com o dia ensolarado.

O trecho de Bataguassu até Dourados embora não tenha buracos, esta com o recapeamento do asfalto em péssimo estado, não aconselho a seguir por esse trajeto.

Em Ponta Porã nos hospedamos no hotel Porta do Sol, que fica bem na divisa com Pedro Juan Caballero, divisa essa que se dá apenas por uma avenida.

No dia 13, sexta feira, levantamos cedo, tomamos café e fomos conhecer um pouco de Pedro Juan. Andamos ali por perto mesmo, nas lojinhas de bugigangas, lojas de equipamentos para motos e motociclistas, onde aproveitei para trocar o pneu dianteiro da Transalp e, depois, fomos aos dois shoppings mais conhecidos, Shopping China e Shopping Outlet. Ambos são enormes, ficam um ao lado do outro e pelo que soubemos pertencem ao mesmo dono.

Os preços das mercadorias são variados, algumas coisas compensam comprar, outras não, sugiro pesquisar na net antes de efetivar, a pesquisa pode ser feita lá mesmo, pois tem wi-fi grátis e de boa qualidade, aliás, em todas as lojas que estivemos, mesmo fora dos shoppings também tivemos acesso a wi-fi. É importante saber de antemão o preço do dólar, lembre de, se possível, comprar em dinheiro, pode ser Real mesmo, pois se utilizar o cartão, que tem que ser internacional, vai ter que pagar o IOF.

O retorno fizemos por Campo Grande, sendo que saímos de Ponta Porã no sábado, dia 14, logo após o almoço, por volta das 13 horas.

Seguimos para Maracajú, Sidrolândia, Campo Grande, Campo Verde, Água Clara, onde chegamos por volta das 18 horas e paramos para pernoitar no hotel Dois Irmãos, local simples, mas que fomos muito bem recebidos e os preços dos quartos, com o descontinho, ficou muito bom. Na cidade tem um bar com estilo motociclistico (Boulevard) que vale a pena visitar, com boa comida e shop e cervejas gelados.

No dia seguinte levantamos por volta das sete da manhã, tomamos café e seguimos viagem, saindo do hotel as oito horas da manhã, aproximadamente, daí passamos por Inocência, Paranaíba, Iturama, Campina Verde, Prata e, finalmente, Uberlândia.

Embora por Campo Grande seja um pouco mais longe, com retas intermináveis e poucos postos de combustíveis, as rodovias estão em bom estado de conservação, muito melhor que as que pegamos na ida.

Por fim, chegamos em casa, sem problemas com as motos, com muitas histórias para contar e satisfeitos pela companhia dos amigos que se divertiram o tempo todo.

Comentários

  1. Wesley, você não filmou com a câmera SJ no capacete?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci e acabei não levando a câmera Rici.
      Tenho que ficar mais atento...rss

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

FUNÇÕES DO SETOR PÚBLICO

CONCEITOS: CAPITALISMO, SOCIALISMO, COMUNISMO E ANARQUISMO

ALGUMAS QUESTÕES SOBRE SEGURANÇA PRIVADA